Município de Paredes de Coura

Loading
Paredes de Coura investe na floresta
Limpeza equivale a quase 600 campos de futebol  Paredes de Coura está a fazer um investimento assinalável na proteção da sua floresta, o que até ao momento já se traduziu na limpeza de 400 hectares de área florestal – o equivalente a 560 campos de futebol de 11. Um investimento significativo financiado pelo recurso a […]
publicado a 8 de Março de 2018

Limpeza equivale a quase 600 campos de futebol 

Paredes de Coura está a fazer um investimento assinalável na proteção da sua floresta, o que até ao momento já se traduziu na limpeza de 400 hectares de área florestal - o equivalente a 560 campos de futebol de 11.

Um investimento significativo financiado pelo recurso a três candidaturas a fundos comunitários e que reflete a aposta do Município na floresta: “Todo o investimento que fizemos reforçará as condições de segurança no nosso concelho com o objetivo de reduzir os riscos de perda de vidas, de bens, e do nosso património paisagístico e florestal. Mas este propósito é uma tarefa de todos. Todos nós devemos participar na prevenção e preparação das infraestruturas antes do período critico”, observa o presidente da Câmara de Paredes de Coura, que há muito olha para a floresta como um património da maior importância.

“Ao defender a floresta estamos também a defender as pessoas e os seus bens”, insiste Vitor Paulo Pereira, que por estes dias tem recorrentemente insistido na necessidade de investir na floresta e na proteção das pessoas nas muitas sessões de esclarecimento promovidas pelo executivo courense por todas as freguesias do concelho e subordinadas ao tema das limpezas obrigatórias: “A prevenção dos incêndios é um trabalho diverso que implica o desenvolvimento de ações de silvicultura preventiva, a gestão de combustíveis florestais, corte de mato e limpeza de povoamentos, beneficiação de pontos de água, a existência de uma boa rede viária florestal, caminhos, estradões ou trilhos e rede de faixas de gestão de combustível”, elencou.

Depois de um inverno em seca extrema e preparando-se para mais um verão quente, Paredes de Coura tem efetuado nos últimos 5 meses importantes trabalhos na defesa da sua floresta, tanto mais que o concelho com um total de 13 mil hectares, possui 9 mil hectares de área florestal, ou seja, cerca de 65% da área total do território.

 

Instalação da Rede de Defesa da Floresta contra Incêndios

A Câmara Municipal dedicou os últimos meses à instalação da Rede de Defesa da Floresta Contra Incêndios (RDFCI) em todo o território de Paredes de Coura. Trata-se de uma estrutura estratégica de proteção, implantada nos montes circundantes ao concelho (Corno de Bico, Serra da Boulhosa, Monte do Carvalho, Serra do Lousado, Monte de Santa Rita de Romarigães, Monte de Agualonga, Cunha e Travanca) que se alicerça nos caminhos florestais existentes e à qual se acrescentam faixas laterais de desbaste de vegetação.

Os trabalhos feitos abrangeram as freguesias de Romarigães, Coura, Ferreira, Rubiães, Cossourado e Linhares, Bico e Cristelo, Agualonga, Castanheira e Cunha. Todas aquelas freguesias que se encontram nos limites do concelho, uma vez que o maior risco de incêndios decorre da sua propagação dos concelhos vizinhos para o de Paredes de Coura. Foram também executados trabalhos de redução do volume da vegetação em áreas estratégicas, através de ações de fogo controlado, nas freguesias de Cossourado e Ferreira (Monte de S. Silvestre), sabendo-se que estão previstas já há bastante tempo ações de fogo controlado no Monte de Vilarinho, na freguesia de Insalde.

Um esforço significativo no tocante a meios financeiros e humanos por parte do Município. No total, os trabalhos de proteção em Paredes de Coura nos últimos cinco meses abrangeram uma área de intervenção que corresponde a 400 hectares de área florestal – o equivalente a 560 campos de futebol.